Trump: “Pensava que seria mais fácil. Tenho saudades da minha antiga vida”

Em véspera de celebração dos seus 100 dias na Casa Branca, o Presidente norte-americano confessa ter saudades da sua antiga vida e diz-se surpreendido com a dificuldade do cargo.

1127550

Polémico, famoso, imprevisível e sem experiência política. Foi assim que o magnata Donald Trump chegou a Washington para ser o 45.º Presidente dos Estados Unidos, a 20 de Janeiro. Este sábado, assinalam-se os seus primeiros 100 dias na Casa Branca, uma data que nem a série de animação norte-americana Os Simpsons deixa escapar.

O homem que, durante a campanha, repetiu que iria “arranjar os EUA sozinho” e “tornar a América grandiosa outra vez” confessa agora, em véspera da celebração dos seus primeiros 100 dias: “Pensava que seria mais fácil”.

Em jeito de desabafo, numa entrevista à Reuters, Trump fez um balanço dos primeiros dias da sua experiência presidencial, voltado para a sua vida antes de chegar à Sala Oval. Sentado na mesa da presidência, o líder norte-americano, mostrou que – ainda – não esqueceu os resultados das eleições. O Presidente fez questão de insistir nos resultados eleitorais – e a derrota de Hillary Clinton – apresentando aos jornalistas cópias do que disse ser “o mapa final dos números”, marcados a vermelho, a cor dos republicanos. “É bom, não é?”, vincou.

A entrevista continuaria com um Trump saudoso. “Eu adorava a minha vida antiga. Tinha tantas coisas”, conta Trump. “Isto [a presidência] dá mais trabalho do que aquele que eu tinha. Pensava que seria mais fácil”, continua. “Tenho saudades da minha vida antiga”, confessou ainda o líder dos EUA, que elaborou um “contrato com o eleitor norte-americano”, com um conjunto de resoluções a cumprir nos primeiros 100 dias. A maioria das propostas não foi concretizada, como é exemplo a substituição do Obamacare ou a proibição de entrada de cidadãos de países de maioria muçulmana no país.

Fonte:www.publico.pt

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.