Rússia e Venezuela assinam acordo para refinanciamento da dívida de Caracas

Rússia e Venezuela assinaram nesta quarta-feira um acordo para a reestruturação da dívida de mais de US$ 3 bilhões que o país latino-americano tem com Moscou.

“A dívida com a Rússia foi refinanciada, ou seja, foram modificadas as condições de pagamento para torná-las melhores”, informaram fontes diplomáticas venezuelanas.

Em comunicado, o Ministério de Finanças russo também informou que Moscou e Caracas assinaram um acordo sobre a reestruturação da dívida venezuelana de US$ 3,15 bilhões.

“O Ministério de Finanças da Rússia informa sobre a assinatura de um protocolo intergovernamental que prevê a reestruturação da dívida da Venezuela perante a Rússia”, afirmou o texto.

A nota acrescentou que “o montante da dívida consolidada da Venezuela se situou em US$ 3,15 bilhões, e o novo gráfico prevê pagamentos durante dez anos, com um volume mínimo nos primeiros seis anos”.

Anteriormente, o ministro de Finanças russo, Anton Siluanov, havia afirmado que Caracas tinha aceitado todas as condições de refinanciamento oferecidas por Moscou.

A assinatura acontece depois de a agência de qualificação de risco Standard & Poor’s ter declarado a dívida soberana de Caracas em estado parcial de “default”.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, também tinha anunciado que o acordo com Moscou estava fechado.

Siluanov também antecipou que a Rússia concederia ao seu principal parceiro latino-americano condições de pagamento muito vantajosas, especialmente nas primeiras parcelas, devido às dificuldades econômicas que assolam a Venezuela.

No final de 2011 a Rússia concedeu à Venezuela um crédito no valor de US$ 4 bilhões para a compra de armamento, que Caracas pagou sem demoras até março de 2016, quando começaram os atrasos.

Fonte:EFE

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.