Profissionais da saúde da Região Central participam de oficinas em Ji-Paraná

Profissionais da atenção básica de saúde dos municípios de Presidente Médici, Urupá, Teixeirópolis, Ouro Preto e Ji-Paraná estão participando nesta segunda (21) e terça-feira (22), de oficinas sobre a Planificação da Atenção Primária e Serviço Especializado Materno Infantil, no auditório da Unijipa.

A capacitação é realizada pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS) e Governo do Estado em parceria com a Prefeitura Municipal de Ji-Paraná.

A Planificação é um projeto de fortalecimento da saúde nos municípios. O objetivo é melhorar ainda mais o trabalho dos servidores e o atendimento e serviços oferecidos à população. Esta é a primeira das seis oficinas que serão realizadas até dezembro.

“Os municípios que aceitaram fazer parte do processo de fortalecimento da saúde básica das prefeituras, terão agora a oportunidade de rever o que tem sido feito e planejar o que pode melhorar. Com isso faremos a uniformização dos procedimentos da saúde na Atenção Básica. As Unidades Básicas de Saúde devem ser a principal porta de entrada do sistema SUS, aumentando a qualidade do atendimento dos nossos usuários”, explicou o secretário municipal de saúde, Renato Fuverki.

São quase mil profissionais que foram divididos em dois dias de capacitação. “Todos os servidores das Unidades Básicas como médicos, enfermeiros, diretores, agentes de saúde, zeladores e vigilantes participam das oficinas. Com todos entendendo o processo da planificação, será possível melhorar a organização do atendimento. Quem ganha com tudo isso é a população que será atendida ainda melhor”, disse o diretor da Atenção Básica do município de Ji-Paraná, Bruno César.

Para a diretora da Unidade L1 Maringá de Ji-Paraná, Leonora Tavares de Lima, a população sentirá um impacto positivo no início da implantação da Planificação. “Os pacientes perceberão mudanças que diminuirão os índices das doenças primárias. A prevenção e tratamento assertivo fazem toda a diferença. Hoje temos condições de implantar esses novos procedimentos, pois nossas unidades estão todas reformadas e preparadas para atender com qualidade aos pacientes”, finalizou a diretora.

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.