‘É preciso deixar Schumacher em paz’, diz amigo do ex-piloto

O presidente da FIA, Jean Todt, é uma das únicas pessoas autorizadas pela família do alemão a fazer visitar

'É preciso deixar Schumacher em paz', diz amigo do ex-piloto

Desde 2013, não se ouve falar no estado de saúde de Michael Schumacher, que sofreu um acidente enquanto esquiava nos Alpes suíços nesse ano. Das poucas pessoas que podem visitar o heptacampeão mundial, está o presidente da FIA, Jean Todt. Apesar de evitar falar sobre o alemão, respeitando a confidencialidade pedida pelos familiares do ex-piloto, ele deu um recado.

“É momento de deixar o Schumacher viver sua vida em paz”, resumiu Todt ao jornal argentino La Nacion, sem dar maiores detalhes. Questionado mais uma vez sobre o quadro de saúde de Schumacher, Todt repetiu as mesmas palavras, pedindo para deixar o alemão em paz.De acordo com informações do UOL, o presidente da FIA foi diretor-chefe da Ferrari na época em que o ex-piloto conquistou cinco títulos, de 2000 a 2004.

POR NOTÍCIAS AO MINUTO

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.