Doutores sem Fronteiras iniciam atendimentos em RO na próxima semana; previsão é de 5 mil procedimentos

A Associação Doutores sem Fronteiras inicia, na próxima terça-feira (26), a primeira etapa de atendimentos de saúde em Rondônia. A programação, que este ano ocorre entre 26 de junho e 31 de julho, pretende realizar cerca de cinco mil procedimentos e foi dividida em três etapas: Rio Guaporé – Barco Hospital Walter Bártolo – entre os dias 26 de junho a 8 de julho; terras indígenas Paiter Surui e Uru-eu-wau-wau, entre os dias 9 a 19 de julho; e Baixo Madeira – Distrito de Nazaré, Lago do Cuniã e comunidades vizinhas, de 20 a 31 de julho.

O projeto tem seu foco principal os atendimentos odontológicos, porém, em 2018, equipe será composta também por médicos, biomédicos, biólogos e engenheiros ambientais. A Doutores sem Fronteiras vão atuar em um grupo de 100 participantes em parceria com a Associação Kanindé, Associação Metàreila, Projeto 32, Dsei de Vilhena, Dsei de Porto Velho, Funai, Universidade São Lucas e Governo do Estado de Rondônia.

O fundador do Doutores sem Fronteiras, cirurgião-dentista Caio Machado, conta que a ONG, mais uma vez, realizará a maior ação de odontologia do mundo em terras indígenas e comunidades ribeirinhas da Amazônia. “Vamos dar a essas pessoas o poder de escolha de ter um atendimento especializado demonstrando que hoje em dia com o avanço das técnicas e equipamentos podemos realizar qualquer tipo de procedimento em qualquer região. Não estamos fazendo favor nenhum é nossa obrigação como profissionais da saúde passar nosso conhecimento as pessoas e dar o mínimo de dignidade a elas”, comenta.

Caio lembra que o projeto começou apenas com atendimentos odontológicos e vem crescendo e ganhando adesão de profissionais de diversas áreas de atuação. “A cada ano que passa vamos crescendo e ganhando parcerias muito importantes. Criamos o projeto sempre visando ajudar a fazer um mundo melhor. Deixamos nossas famílias e trabalho para se dedicar ao próximo sem medir esforços por que acreditamos que essa é a única forma de mudar a saúde de nosso país”, ressalta.

Saúde bucal
A Associação levará mais uma vez a melhor tecnologia do mundo na área odontológica com o sistema Cerec Cad Can, um scanner intra-oral quê escaneia a boca do paciente em alguns minutos e a imagem vai para uma fresadora 3D confeccionando uma prótese dental em minutos.

Além disso, serão realizados tratamentos de canal, confecção de elementos dentários, restaurações, cirurgias simples e complexas, confecção de próteses sobre Implantes, próteses fixas, implantes dentários, enxertos ósseos, palestras sobre prevenção e distribuição de 2000 kits de escovação, atendimento infantil e uma grande novidade para 2018, instalação de implantes dentários imediatos em alguns casos. Frisando que estamos levando para terras indígenas um equipamento que a maioria das clínicas odontológicas de São Paulo não tem acesso.

Doutores sem Fronteira
O Doutores sem Fronteiras é uma entidade sem fins lucrativos que tem como objetivo fomentar a retribuição das conquistas profissionais, por meio da colaboração, utilizando o conhecimento técnico de seus associados com o intuito de erradicar a falta de acesso de determinadas populações às premissas básicas de saúde, educação e bem estar, sem interferir na cultura, religião e características sociais das localidades atendidas.

Soma Comunicação

Comente

© 2013 - Desenvolvido por Webmundo Soluções Web - Todos Direitos Reservados.